FILMES - FILME DA POMERÂNIA A IBIRUBÀ


Quando visitamos Edgar Gabe, depois de muitos anos e mencionamos a história e trajetória da sua Família, Edgar abriu as porteiras e nos convidou a entrar. Na varanda de sua casa antiga conversamos e Edgar sugeriu subirmos no sótão, para, quem sabe, encontrar algum objeto ou documento interessante que pudesse ilustrar o filme. Ao subir ao sótão não conseguimos dar nenhum passo, pois as caixas estavam empilhadas uma em cima da outra até o telhado. Lá havia pertences de quatro gerações desde o bisavó de Edgar que saiu da Pomerânia em 1859 e que está sepultado na localidade de Rio Pardense em sua primeira propriedade. Foi combinado fazer um pequeno filme de 8 minutos com a participação de Edgar que aceitou dar alguns depoimentos, principalmente sobre a Segunda Guerra Mundial. O roteiro foi modificado 5 vezes, pois a cada dia Edgar vinha com novos e importantes documentos e histórias a serem inseridas no Filme. Documentos encontrados no sótão, inseridos no Filme, mudaram a História das Fundações das Cooperativas no País, promoveram a COTRIBÁ, como a segunda cooperativa rural do País fundada em 21 de janeiro de 1911, por 87 pessoas da antiga Colônia General Osório.

O temperamento reservado de Edgar Gabe, nascido em 03.02.1924 (87 anos), que vive com Paula Gabe, sua irmã, nascida em 15.10.1921 (89 anos) acamada há oito anos, sem nunca reclamar, já faz parte do folclore da cidade. Durante a pesquisa no sótão da casa de paredes grossas, construída em 1937, foi encontrado um caderno de costura de Paula, com a seguinte inscrição: “A mulher pomerana trabalha de sol a sol, mas sempre de bom humor”.

A casa onde moram os dois irmãos Gabe, não possui banheiro, nem água encanada, geladeira e muito menos televisão. Agora, fios da rede elétrica chegaram a sua casa, mas Edgar não os utiliza. Só os utilizamos para as tomadas das filmagens. Avesso a visitas ele não deixa nem médicos, nem pastores, padres e pessoas da cidade terem acesso a sua propriedade. Nas manhãs, em seus passeios pelos campos de sua propriedade, ele junta gravetos que deposita em dois celeiros repletos de lenha. Perto do meio dia escuta as notícias em seu velho rádio e na parte da tarde dedica-se à leitura de livros e revistas vindos do exterior. Utiliza as águas da chuva e do poço de 17 metros de profundidade que faz questão de tirar duas vezes ao dia manualmente. O Filme documentário também tem um forte apelo para as questões ecológicas e já foi visto por mais de 110 mil pessoas. Na Família Gabe havia 4 irmãos que nunca namoraram e duas já falecidas, restando Paula com 94 anos, solteira e Edgar com 88, também solteiro.

Seu Pai Helmut tinha um sonho de deixar essa propriedade para um parque e com todos os animais que há na mata, até mesmo a gralha azul e o pássaro sangue de boi, tão raras, mas belíssimos na mata do Gabe.

Dados Sobre o Filme: Feito no Verão de 2005.

Baseado na Monografia: Santa Leopoldina o Eldorado dos Pomeranos

Autor e idealizador: José Carlos Heinemann

Roteirista: Roseneide Braatz, Guaraci Valente e José Carlos Heinemann

Diretor Geral: José Carlos Heinemann

Produzido: Foccus de Comunicação de Cruz Alta/RS

Propriedade com 59 hectares de mata nativa intacta de Edgar Gabe em Ibirubá/RS

Topo
 


by José Carlos Heinemann

16970 Visita(s)